Partilhe esta Página

A ONDA - UM FILME QUE PRECISA SER ASSISTIDO
A ONDA - UM FILME QUE PRECISA SER ASSISTIDO

 O nazismo foi uma praga do século XX que custou milhões de vidas e a perda de toda uma geração. Mentes brilhantes foram direcionadas para o mal num esforço conjunto que levou a humanidade rumo a um caos sem precedentes na história. O preconceito foi uma poderosa bandeira que permaneceu erguida durante anos e gerou horrores inimagináveis, ao passo que líderes políticos, guiados por ideologias racistas tornaram-se exemplos maléficos que deveriam, se possível, ser apagados da história. Mas sabemos que isto não seria sábio, pois exemplos ruins devem ser sempre lembrados, não negados ou apagados e nem tão pouco esquecidos, pois somente assim conseguiremos evitar que seus erros se repitam por intermédio das futuras gerações.

              Adolf Hitler

    Que as novas gerações se lembrem de Adolf HitlerBenito Mussolini, Josef Stalin ou Saddam Hussein. Obviamente nesta lista cabe um infindável número de nomes, mas vamos nos limitar a esses indivíduos que mancharam a história moderna com o sangue de milhões de inocentes.

     

              Benito Mussolini                                               Josef Stalin

    Mas, sinceramente, eu me sinto na obrigação de incluir nesta lista o nome de um cara que neste exato momento está massacrando seu povo, inclusive, ao que tudo indica, usando armas químicas. Quem seria esta aberração? Pois bem, trata-se do Sr. Bashar al-Assad, presidente da Síria.  Mas o interessante é que o mundo parece adormecido diante da tirania de Bashar al-Assad e da calamidade síria, como se houvesse no ar um medo irresistível de intervir nessa guerra civil que promete se intensificar em crueldade e insanidade. Mas a verdade é que já passou da hora do Ocidente agir e da meneira mais enérgica possível, porque enquanto nossos líderes aqui tentam resolver tudo por intermédio da diplomacia, lá, centenas e até milhares de pessoas inocentes são exterminadas pelas forças de Bashar al-Assad, que com mãos tiranas tenta se manter no poder a todo custo.

 

   

             Bashar al-Assad                                                          Saddam Hussein

E pensar que eu iniciei este artigo simplesmente para falar de um filme. Mas a coisa foi se intensificando de tal forma que tornou-se inevitável não ir mais a fundo, até porque o filme em questão trata de um assunto muito profundo e delicado, que por detrás das cortinas, ainda continua muito vivo e louco para mostrar a cara: O NAZISMO. Afinal, seria ingenuidade imainar que o nazismo está morto. Não está, não. Muita gente influente nutre idéias que giram em torno do nazismo. Afinal, o nazismo, mais que uma ideologia racista, é algo como uma religião para muita gente pelo mundo afora. Gente que vê na imagem do sanguinário e doente Adolf Hitler um exemplo a ser seguido.

    Bom, indignações à parte, vamos à dica de cinema. O filme indicado para uma reflexão profunda sobre ideias arianas de caráter racista que permeiam e se difundem através do anos do pós-guerra pelo mundo afora, é: "A Onda", título original, Die WelleÉ um filme alemão de 2008 dirigido por Dennis Gansel e estrelado por Jürgen VogelFrederick LauJennifer Ulrich e Max Riemelt. É inspirado no livro homônimo de 1981 do autor americano Todd Strasser e no experimento social da Terceira Onda. O filme foi produzido por Christian Becker para a Rat Pack Filmproduktion. Obteve sucesso nas bilheterias alemãs e depois de dez semanas, 2,3 milhões de pessoas haviam assistido ao filme.

    Pois se você ainda não o assistiu, vale a pena assistir agora. É um filme profundo e que traz uma mensagem poderosa, a qual vale a pena ser mostrada para as novas gerações, além do que seria bastante interessante também que fosse apresentado nas escolas. A mensagem, óbvio, parece conduzir a um caminho sem volta, mas as luzes por fim se mostram no fim do túnel, abrindo mentes e direcionando-as na direção de uma profunda reflexão racional. 

    Devemos lutar contra qualquer vestígio de nazismo e neutralizar todos aqueles que ainda detém vínculos emocionais com esta ideologia macabra e diabólica. Quanto à tirania, por enquanto ainda teremos que conviver com ela, mas com educação correta e muito amor, certamente criaremos uma nova geração que se não for imune a ela, pelo menos será mais tolerante e humana. Tudo só vai depender das mentes que educam agora, preparando mentalidades para o futuro, sejam as mentes educadoras das escolas ou de pais bem ou mal intencionados.

    Enfim, é isto. Fique com "A Onda" e bom filme para todos.

                            Dinno Verbex

                              (24-08-201301:13:56)


A Onda
Die Welle
A Onda (PT/BR)
Pôster promocional
 Alemanha
2008 •  cor •  107 min 
Produção
Direção Dennis Gansel
Produção Christian Becker
Nina Maag
Anita Schneider
Roteiro Dennis Gansel
Peter Thorwarth
Elenco original Jürgen Vogel
Frederick Lau
Max Riemelt
Jennifer Ulrich
Jacob Matschenz
Gênero drama/suspense
Idioma original alemão
Música Heiko Maile
Cinematografia Torsten Breuer
Distribuição Constantin Film
Highlight Film
Lançamento Alemanha13 de março de 2008
Portugal8 de janeiro de 2009
Brasil21 de agosto de 2009
Orçamento  5 milhões
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)
Projeto Cinema  • Portal Cinema


  A Onda